As 10 Melhores Histórias em Quadrinhos de Wolverine de Todos os Tempos

Afiando as garras aguardando o lançamento do novo filme do mutante canadense, Wolverine – Imortal o pessoal do prestigiado website de ficção científica SciFiNow elaborou uma lista com as melhores histórias do Wolverine já publicadas ao longo de sua trajetória. O Superscans fez a tradução e adaptação e o resultado está logo abaixo. Não esqueçam de deixar uma comentário sobre o que você achou desta lista, ok?

10. Wolverine: Destino Manifesto

wolverine manifesto destino

Escritor: Jason Aaron

Artista: Stephen Segovia

Publicação no Brasil: Wolverine 62-65 (2010)

Saindo do coração do evento conhecido como Destino Manifesto, em que mostra a mudança da base dos X-Men para a cidade de São Francisco, Logan aproveita para acertar algumas contas – como o fato de que há 50 anos ele era conhecido como Dragão Negro, o chefão do crime do bairro chinês da cidade. A partir daí uma excelente trama envolvendo kung-fu flora, aproveitando uma grande variedade de personagens classe Z dos anos 1970.

Colocado em meio a dois grandes arcos de histórias dos X-Men, Wolverine: Destino Manifesto é um exemplo fantástico da grande faixa de opções de histórias que este personagem pode oferecer, e uma espécie de alívio no tom sempre pesado que a mitologia dos X-Men carrega.

“Você faz ideia de quantos ninja eu já matei em todos estes anos?” resmunga Logan.

“Ninjas são imbecis despreparados,” responde o Mestre Po. “Qualquer tolo consegue matar um ninja. Meu cão consegue matar um ninja.”

9. Coiotes da Fronteira

wolverine coiote

Escritor: Greg Rucka

Artista: Leandro Fernandez

Publicação no Brasil: Wolverine 4-7 (2005)

Esta é uma pérola esquecida, este arco de histórias de Greg Ricka foi lançado pouco antes da fase Inimigo do Estado de Mark Millar e Johm Romita Jr, que levou os fãs ao delírio com as alucinantes cenas de batalha.

O começo da história prepara o tom perfeitamente, mas é o meio da trama – ao seguir o tráfico de seres humanos nos dois lados da fronteira entre México e EUA – que nos entrega o senso de nobreza bestial e de justiça incondicional que permeia até a mais selvagem aventura de Wolverine, enquanto Logan cria um rastro sangrento de vingança em uma cidadezinha onde a esperança está morta.

Veja através dos olhos de uma das marcas registradas de Rucka, as policiais duronas – a exemplo de White Out, Sumpton e Mulher-Gato – Logan é esguio, bravo e perigoso – especialmente pelo traço de Leandro fernandez (Justiceiro Max, Incrível Hulk), que consegue transport os melhores aspectos do personagem – e inegávelmente fascinante.

8. Procura-se Mística

wolverine mistica

Escritor: Jason Aaron

Artista: Ron Garney

Publicação no Brasil : Wolverine 53-56 (2009)

Você não precisa saber porquê Mística está determinada a pegar Wolverine – isso pode lhe dar uma dor de cabeça.

A hstória que transformou Jason Aaron no escritor de Wolverine, Procura-se Mística é uma história brilhante e uma perseguição acima da média que mostra Logan como um caçador e Mística em fuga, enquanto ela utiliza de truques e manipulaões para escapar de suas garras.

Um thriller que joga um pouco de luz no passado dos dois e nos segredos que os une – sabendo que Logan sempre pega a sua presa não estraga nenhuma das surpresas em um arco que sempre acaba por enganar o leitor, assim como seu protagonista.

7. Wolverine – Logan

wolverine logan

Escritor: Brian K Vaughan

Artista: Eduardo Risso

Publicação no Brasil: Wolverine – Logan (2009)

No prólogo do filme Wolverine: Imortal existe uma menção a este minissérie quando, Logan se encontra em Hiroshima como um prisioneiro de guerra – e então acaba tendo de lidar sobriamente com o bombardeio, Logan ainda acaba se apaixonando e enfrentando outro sobrevivente, um mutante imortal que se tornou um monstro radioativo.

Em uma grande exposição do trabalho deste veterano no título 100 Balas, Logan é sublime, mas como um capítulo no passado do personagem, esta edição mostra uma origem mais verdadeira e crível a certos aspectos de Wolverine – seu interesse no Japão e nas mulheres de lá, e como este renegado acabou seguindo a sua jornada como herói – do que todas as série pós-Origem juntas.

6. O Velho Logan

wolverine velho logan

Escritor: Mark Millar

Artista: Steven McNiven

Publicação no Brasil: Wolverine 57-63 (2010)

Assim como em Superman: Entre a Foice e o Martelo, o iconoclasta Mark Millar adentra o mundo de Wolverine e conta uma história incrível – e definitiva – tirando o personagem de sua zona de conforto.

O que faz desta história sobre um velho Logan em mundo no qual os supervilões venceram – dominado por caipiras, Hulks, Tiranossauros infectados com Venom, e o Caveira Vermelha como presidente americano – um primor no que diz respeito ao que o personagem representa é a simplicidade do arco. Além da mitologia que permeia a história, ainda temos uma trama metade faroeste italiano e metade filmes de ação dos anos 80/90 quando o personagem sai de seu retiro pastoral para um ato de vingança sangrento – como em Rambo ou Os Imperdoáveis, tem até uma cena em que ele cavalga ao pôr do sol com um bebê adotado rumo a uma nova missão.

A história também mostra que não importa o quanto Hugh Jackman envelheça, ele sempre ficará bem no papel de Wolverine.

5. Origem

wolverine origem

Escritor: Paul Jenkins

Artista: Andy Kubert

Publicação no Brasil: Origem 1-6 (2003)

É incrível o quanto Origem foi maldito quando lançado, considerando o quão importante acabou se tornando e aceito entre os fãs – responsável por uma das melhores cenas em X-Men Origens: Wolverine em que Logan e Creed lutam lado a lado em diversos períodos da história.

Finalmente revelando uma origem sólida do personagem – que um herideiro fraco e doente, chamado James Howlett, acaba por ter garras de osso surgida de suas mãos em uma noite de tempestade em Alberta – Origem é recheado de maravilhosas revelações acerca do passado do personagem, e ao mesmo tempo não entrega tanto quanto você suspeita que seria – a conexão entre Dentes-de-Sabre e o Cão Logan permanece propositalmente ambígua passado mais de uma década, deixando sombras – assim como a ruiva que é o interesse amoroso de James – em futuros conflitos e tragédias.

Infelizmente, a boa vontade de Origem acabou desgastada com a própria série Origens, wolverine: Evolução, e um Cão Logan viajante do tempo em uma tentativa frustrada  de adicionar mais emaranhados em um história de origem já densa e concreta.

4. 24 Horas

wolverine 24 horas

Escritor: Chris Claremont

Artista: John Buscema

Publicação no Brasil: Wolverine 11 (1993)

Ainda chocante e ainda serve como uma referencia – serviu como uma boa parte de X-Men Origens: Wolverine – 24 Horas mostra Logan salvando alguns indigentes de uma gangue em Madripoor, no dia do seu aniversário, e também flashbacks do século 19 onde Dentes-de-Sabre assassina – e talvez estupra – o amor de Logan, Raposa Prateada, iniciando uma luta terrível.

De volta ao presente, Logan encontra seus atacantes – a gangue que ele derrotou antes – pendurados e mutilados com uma nota “Ninguém mata você exceto EU… especialmente no dia de hoje!”

O estilo do trabalho de Buscmea captura perfeitamente a violência e fúria dos dois personagens e o encontro definitivo entre eles, enquanto a trama efetiva, perturbadora e visceral e Claremont – uma chacoalhada nos leitores que ainda estavam aprendendo a respeito da vida de Logan fora dos X-Men – abriu o círculo infinito de ódio e violência que existe no coração do relacionamento entre Wolverine e Dentres-de-Sabre.

3. Eu, Wolverine/O Casamento de Wolverine

x-men 173

Escritor: Chris Claremont

Artista: Frank Miller & Paul Smith

Publicação no Brasil: Wolverine 1-4 (1987), X-Men (minissérie) 1-4 (1988)

Atualmente conhecida como ‘a saga do Japão’, e talvez a maior influência do filme Wolverine: Imortal, a minissérie original de Claremont e Miller afasta Logan dos X-Men pela primeira vez deste sua aparição enfrentando o Hulk e Wendigo, para criar um retrato mais ameno do personagem do que havíamos visto até netão – o que o iria definir nas décadas seguintes como um homem balanceado com seu lado animal.

O que vemos na minissérie X-Men, publicada pela Editora Abril, é a sequência da minissérie, onde traz os demais X-Men para o casamento de Logan com a princesa da Yakuza Mariko Yashida, incluindo Vampira, a controversa novata – que havia recém entrado para a equipe vinda da Irmandade de Mutantes de Mística, quando roubou os poderes de Carol Danvers, a Ms Marvel.

O Samurai de Prata, furioso com a ascenção de Mariko ao poder do Clã Yashida, e Víbora, envenenam os X-Men, deixando apenas Wolverine e Vampira para enfrentá-los. Os dois formam um elo, e em uma cena similar ao que Bryan Singer mostrou no primeiro filmes dos X-Men, Wolverine permite que uma moribunda Vampira o toque para utilizar seu fator de cura, mesmo com o risco de perder a própria vida.

Um momento incrível do personagem belamente ilustrado por Smith, que precede uma tragédia incrível quando Mariko dá as costas a Logan, é um forte lembrete de que ele não é somente um grande herói, mas também de quem é sua verdadeira família.

2. Wolverine & Kitty Pryde

wolverine kitty pryde

Escritor: Chris Claremont

Artista: Al Milgrom

Publicado no Brasil: Wolverine & Kitty Pryde 1-2 (1989)

Um momento-chave no desenvolvimento de Kity Pryde, nesta minisserie um tanto esquecida é um belo exemplo do lado pai/irmão mais velho/mentor de Wolverine, que iria aumentar com o tempo – culminando especialmente  agora onde ele é o diretor da escola Jean Grey em Wolverine And The X-Men.

A arte de Milgrom pode acabar decepcionando, mas acaba por retratar  o universo em que a história se encaixa, com Kitty saindo da zona de conforto, seguindo seu pai até Tóquio que ela suspeita que esteja sofrendo com assédio da Yakuza. Com a companhia de Logan , ela acaba caindo nas mãos do espadachim, Ogun, que certa vez treinou Wolverine e desde então caiu em desgraça – em um momento Karate Kid, Logan ensina Kitty a acabar com o domínio mental de Ogun.

Com momentos um tanto piegas, a imagem de Logan como um Samurai sem mestre serviu como uma grande parte do passado do personagem no fim dos anos 80, culminando em algo maior nos anos 90 com Elektra, Stick, o Tentáculo e outros, e é bom vê-lo de volta ao cerne do personagem em Wolverine: Imortal. Muito parecido como a saga original Claremont/Miller no Japão, Wolverine & Kitty Pryde mostra Logan como uma alma atormentada, sem estrutura, aspirando algo melhor do que aquilo, mas através dos olhos de Kitty conseguimos ver o quão incrível esta jornada realmente é.

1. Arma X

wolverine arma x

Escritor: Barry Windsor-Smith

Artista: Barry Windsor-Smith

Publicação no Brasil: Grandes Heróis Marvel 35 (1992)

Esqueça a antiga sociedade de lobos mutantes e garras, está história simples e angustiante é tudo que alguém precisa saber sobre a dor no coração de Wolverine – influenciando não somente X-Men Origens: Wolverine mais do que qualquer outra história, e também X-Men 2.

Seguindo um grupo de cientistas enquanto eles transformam um bêbado azarado na máquina de matar definitiva, Arma X é uma das maiores meditações dos quadrinhos acerca da banalização do mal, claramente inspirando-se em períodos obscuros da história da medicina. O mundo de Arma X é tão envolvente – e ao mesmo tempo brutalmente distante de qualquer história de Wolverine vista anteriormente – que quando esta fera dotada de garras afiadas sai em busca de seus captores, não consguimos sentir nada além de pena pelo que irão sofrer.

Mais do que qualquer outra história, esta pode ser considerada como O Cavaleiro das Trevas de Wolverine – uma revista que você entrega a uma pessoa que não lê quadrinhos e observa como ela acaba envolvida.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

4 thoughts on “As 10 Melhores Histórias em Quadrinhos de Wolverine de Todos os Tempos

  1. Wolverine & Kitty Pryde foi a 1ª hq que eu li, lá na 1ª série, 2002, me ajudou a ler melhor até, foram R$ 0,50 bem gastos. É triste uma ótima história como Arma X ser descartada da cronologia da marvel só porque Barry Windsor-Smith tinha demorado com o trabalho.

  2. Bom dia. Gosto muito o trabalho e dedicação publicados aqui no blog e acompanho sempre que posso. Aproveito para a parabenizá-los pelo excelente trabalho. Gostaria de saber se existe um link direto para baixar estas histórias. Desde já agradeço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


This blog is kept spam free by WP-SpamFree.